Após 19 anos, homem descobre que a sua mulher é, na verdade, um homem


O que só pode ser descrito como um caso extremo de confusão de identidade, um cidadão belga quer que seu casamento seja anulado, após ter descoberto que sua mulher, que durante 19 anos foi sua esposa, anteriormente havia sido um homem.

O homem de 64 anos, identificado apenas como Jan, e morador de Amberes, se casou com Mônica, uma jovem indonésia, em 1993. O próprio Jan contou ao jornal Nieuwsblad sua história de amor, e agora de ilusão.

homemmulher

Mônica trabalhava como au pair de sua irmã, e nessa época Jan havia acabado de se separar de sua segunda esposa, e a ele foi deixado os cuidados de dois filhos: “Tive um monte de problemas para cuidar de dois filhos, já que trabalhava em turnos numa fábrica (…). Minha irmã me sugeriu que perguntasse a Mônica se queria trabalhar como doméstica”, e a jovem indonésia acabou aceitando.

Pouco a pouco, nasceu uma relação entre eles, e ele acabou solicitando uma permissão, para que ela pudesse morar na Bélgica, algo que não foi nada fácil. “Os tribunais belgas tinham sérias dúvidas sobre a autenticidade de sua certidão de nascimento e seus documentos de identidade, mas acabaram aceitando-o. Em 1993 nos casamos.”

O homem conta ao jornal que durante anos foram uma família normal. “Ela sempre foi muito boa com os meninos. As crianças a viam como uma mãe (…). Ela também sabia cozinhar muito bem”. Mas no último ano, os rumores de que sua mulher havia sido um homem começaram a perturbá-lo. Depois, ao perguntar a sua esposa, ela confirmou.

O pior, segundo Jan, é que após revelar o segredo de Mônica, muitos de seus amigos afirmaram que já sabiam há anos.

“Tenho amigos que se perguntavam por que nunca o havia dito. Por que todo mundo sabia e eu era o tolo ingênuo? Me sinto arrasado, espancado na minha honra”, disse Jan.

Agora, Jan começou a receber tratamento psiquiátrico, para tentar digerir este duro fato, e já entrou com o processo para anular o casamento com Mônica, que por enquanto segue vivendo na mesma casa, apesar de não conversarem mais.

Fonte: bhaha