Casal registra imagem de minhoca em Hambúrguer do McDonald’s e foto é partilhada 150 mil vezes


Um casal que decidiu reclamar nas redes sociais após vivenciar uma situação esdrúxula em uma franquia do McDonald’s, na cidade de São Paulo, tem dado o que falar desde a última semana. O enfermeiro Denilson Luciano, de 30 anos, e sua esposa, Verônica Matos, da mesma idade, voltavam de mais um dia de trabalho quando resolveram comer na lanchonete que fica no bairro Alto do Pari.

A nota fiscal da compra, publicada por Denilson no Facebook, comprova o pagamento de R$ 20 por um sanduíche de frango no dia 5 deste mês. A mesma foto em que o documento aparece também serve para confirmar a surpresa desagradável que Verônica vivenciou ao consumir o produto. “Isso é cebola com molho shoyo”, disse um atendente.

Mas não. Denílson e sua esposa, revoltados, reclamavam com o funcionário da presença inesperada de uma minhoca entre os ingredientes que compunham o sanduíche. Na publicação que se espalhou pelas redes sociais e alcançou mais de 150 mil compartilhamentos em pouco mais de duas semanas, o enfermeiro explica o que aconteceu. Em entrevista ao portal Bhaz, nesta quarta-feira (18), o paulista reafirmou a indignação.

postagem

“Eu e minha esposa havíamos pedido um McChicken. Enquanto comia, ela observou a minhoca e ficou desesperada. Tiramos foto, fomos até o balcão e solicitamos ao funcionário que chamasse o gerente da loja. Ele disse que não era possível e, então, pegou a minhoca, a nota fiscal, e levou até o gerente. Depois, voltou com cara de desesperado, pediu desculpas e devolveu nosso dinheiro”, relata.

Denilson contou ainda as consequências da situação vivenciada pelo casal. “Eu sou mais tranqüilo pra essas coisas, apesar de ter ficado com o estômago completamente embrulhado depois de sair da loja. Mas minha esposa passou mal, não se sentiu bem e, até hoje, vem sentindo estranheza para lanchar fora de casa”, afirmou.

153.400 compartilhamentos e Justiça

A imagem publicada pelo enfermeiro já alcançou mais de 150 mil compartilhamentos. “Publiquei para reproduzir o que eu tinha passado. Talvez ajudar outras pessoas, mostrar minha indignação, também. De repente meus amigos de outros estados começaram a me ligar, dizendo que tinha muita gente compartilhando a publicação. Hoje está quase batendo os 160 mil compartilhamentos”, diz.

McDonalds está localizado na esquina da rua Paulo Andrighetti com avenida Presidente Castelo Branco. Foto: Google Street View/Reprodução
McDonalds está localizado na esquina da rua Paulo Andrighetti com avenida Presidente Castelo Branco.
Foto: Google Street View/Reprodução

De acordo com Denilson, muitas solicitações de amizade são enviadas diariamente, além de advogados que entram em contato querendo pegar a causa para levar até a Justiça. “Uma meia dúzia já me procurou nesse intervalo de tempo”, conta o paulista.

Após o conteúdo se espalhar de forma avassaladora, o McDonald’s procurou o enfermeiro na última sexta-feira (13). “A comunicação entrou em contato, acho que é uma espécie de SAC. Convidaram-nos para conhecer a loja, o processo da higiene da matriz. Disseram-nos ainda que o pessoal da franquia analisaram imagens de câmera de segurança para apurar o que aconteceu. Estamos pensando em passar lá para conversar”, contou.

À reportagem, Denílson disse que ainda avalia a possibilidade de processar o McDonald’s, mas espera resolver a questão sem que isso seja necessário. “Apareceram algumas oportunidades. Advogados fizeram contato, oferecendo nos defender na Justiça. Mas acho melhor esperar a conversa para decidir. Não se trata de chantagem, quero receber o que tenho para receber tudo de acordo com a lei”, concluiu.

Por meio de nota, a assessoria de comunicação do McDonalds informou que sua “equipe de qualidade está buscando informações e realizando as avaliações necessárias.”

Fonte: bhaz