Cristiano Ronaldo envia carta ao tribunal para defender fã que o abraçou


Jogador português escreveu uma carta a dizer que Ronald Gjoka, que entrou em campo num jogo do Real Madrid e do Chelsea em agosto, em Miami, “não foi agressivo nem violento”.

Ronald Gjoka, que saltou em agosto a vedação do Sun Life Stadium, pediu sexta-feira perdão aos proprietários do campo e garantiu que não voltará a fazer a mesma coisa.

ng2798305

“Peço desculpa aos donos do Sun Life Stadium e a Cristiano Ronaldo. Nunca mais volta a acontecer”, disse Ronald Gjoka numa entrevista à agência Efe.

O jovem, de 20 anos, de nacionalidade albanesa e canadiana, será julgado segunda-feira em Miami sob a acusação de “roubo” por saltar para o relvado interrompendo o jogo que opunha o Real Madrid e o Chelsea para abraçar Ronaldo.

“Só queria conhecê-lo e agradecer-lhe por me ajudar nos momentos mais dolorosos da minha vida. Não volta a acontecer”, repetiu várias vezes na entrevista à agência espanhola ao manifestar também esperança de que as reações positivas à sua ação possam mudar o pensamento do juiz.

A acusação de roubo poderá custar a Ronald Gjoka a sua continuidade nos Estados Unidos, onde permanece com visto de estudante.

Fonte: DN