Golfinhos nadam no estuário do Tejo


Há mais avistamentos desde que os esgotos de Lisboa foram desviados para a ETAR.

Dezena e meia de golfinhos foram avistados sábado no estuário do Tejo, depois de há um mês um grupo com uma dimensão idêntica ter sido observado ao largo de Carcavelos, em Cascais.

3123131213

O reforço da qualidade da água no estuário do Tejo é apontada como uma das causas para a visita, cada vez mais frequente, do roaz-corvineiro, também conhecido por golfinho-de-nariz–de-garrafa. Os animais surgem atraídos pelo peixe, tendo cada um deles necessidade de comer 15 quilos diariamente.

A maior frequência dos golfinhos perto de Lisboa surge depois de terem sido desviados os esgotos da frente ribeirinha para a estação de tratamento de águas residuais de Alcântara, em janeiro de 2011 .

A visita dos golfinhos ocorreu, curiosamente, no Dia Mundial dos Oceanos. Para Carla Graça, presidente do núcleo de Setúbal da Quercus, “outra novidade no estuário é o reaparecimento de ostras, que tinham desaparecido nos anos 60”. “É ainda pequena e sem aproveitamento comercial, mas o seu regresso resulta do facto de a água ter ganho maior qualidade”, afirma.

Fonte: Correio da Manhã