Os 14 trabalhos mais BIZARROS da história


1. Cheirador de axilas – Existe um profissional no mercado que ganha a vida a cheirar axilas. Estas pessoas são responsáveis por testar aromas de desodorizantes. Os cheiradores de axilas precisam de assegurar a qualidade dos produtos.

2. Determinador de sexo de galináceos – Nas grandes quintas existe um profissional que se dedica a descobrir o sexo dos pintinhos. Isso é feito para que os machos e as fêmeas sejam separados.

3. Avaliador de móveis – Alguns profissionais ganham a vida a testar móveis, como sofás, camas e cadeiras. Estas pessoas ficam sentadas por horas nesses móveis para saber se eles são confortáveis.

4. Ordenhador de cobras – Esse profissional dedica-se a retirar o veneno de cobras para o seu uso em pesquisas médicas. Os ordenhadores de cobras passam os dias a extrair o veneno de cobras.

5. Reapropriador de aviões – Este profissional dedica-se a “raptar” os jactos particulares que não são pagos pelos seus donos. Este piloto especializado é responsável por reapropriar aviões.

6. Modelo de mãos ou pés – Mulheres com mãos e pés bonitos podem tornar-se modelos profissionais de pés e mãos. Estas mulheres trabalham com anúncios e fotos para campanhas de cremes e outros produtos.

7. Recuperador de bolas de golfe – Nos campos de golfe existem lagos. Com frequência as bolinhas caem nesses lagos e um mergulhador profissional dedica-se a recuperá-las. O recuperador de bolas de golfe passa os dias a mergulhar para tirar as bolinhas do fundo do lagos.

8. Masturbador de animais – Alguns profissionais dedicam-se a masturbar animais para colectar o sémen para inseminação artificial. Este tipo de trabalho é comum com touros e cavalos de raça.

9. Apanhador de vómito – Nos parques de diversão existe um profissional que se dedica a recolher o vómito dos visitantes.

10. Provador de comida de animal de estimação – As comidas de cães e gatos são provadas por profissionais capacitados. Eles dedicam-se a garantir a qualidade e o sabor das rações e biscoitos para animais.

11. Removedor de excrementos – Na Inglaterra medieval, havia um profissional específico para remover excrementos das sanitas e fossas. Eles só podiam trabalhar à noite, e os excrementos apanhados deveriam ser levados para fora do território da cidade. Devido ao forte cheiro dos excrementos, existem relatos de legistas que afirmam que alguns desses trabalhadores morreram de asfixia.

12. Médico de sapos – Os médicos de sapos eram uma espécie de feiticeiros de uma tradição ligada à medicina tradicional que existia em Inglaterra até o fim do século XIX. O maior trabalho destes médicos era para curar a escrófula, uma doença de pele ligada à tuberculose. O tratamento era feito ao colocar um sapo vivo ou uma perna de sapo dentro de um saco de tecido, que era deixado sobre o pescoço do paciente.

13. Despertador humano – Esta era uma profissão comum em Inglaterra e Irlanda durante a Revolução Industrial, antes da criação de despertadores confiáveis. O trabalho da pessoa era acordar as pessoas no horário para que elas pudessem chegar ao trabalho na hora certa, exatamente como um despertador comum. Em vez de utilizar sons, eles usavam uma madeira comprida e leve (como um bambu) para tocar nas pessoas pelo lado de fora das suas casas.

14. Bobo da corte – Todos já ouvimos falar e vimos em filmes os bobos da corte, que tinham a permissão de gozar com todos, até com o rei, se ele achasse engraçado, é claro. Hoje em dia o emprego não existe mais, e desapareceu da maior parte dos reinos há muitos séculos. Curiosamente, até 1999, o reino de Tonga, na Polinésia, tinha um bobo da corte oficial. O mais bizarro é que o bobo, que era conselheiro financeiro do governo, envolveu-se num escândalo político.

Gearbest flash-sale promotion