Vêm aí taxas para quem usa o multibanco


A implementação de limites às comissões pagas pelos comerciantes à banca pelos pagamentos com cartões eletrónicos, que está a ser preparada por Bruxelas, pode levar os bancos a cobrarem comissões pelos levantamentos na rede Multibanco, considerou hoje Faria de Oliveira.

“Pode ser isso, [ou] pode ser o custo mais caro dos cartões. Há muitas modalidades que poderão vir a ser adotadas”, admitiu aos jornalistas o presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), à margem de uma conferência sobre o sistema de pagamentos promovida pela entidade que representa a banca, em Lisboa.

taxas multibanco

“Tudo o que agrava, em termos de custos, a atividade bancária, para melhorar a rentabilidade, tem que ter uma contrapartida de obtenção de receitas de uma outra qualquer via”, acrescentou.

E realçou: “Certo é que, nesta fase pela qual nós passamos, a rentabilidade dos bancos é negativa. É negativa e os resultados da banca europeia foram extremamente pesados em 2011, 2012, vão ser em 2013, e podemos estimar que 2014 ainda será um ano com resultados globais negativos. Talvez, menos maus do que nos anos anteriores”.

Tal como já havia feito no seu discurso perante uma plateia atenta, composta essencialmente por profissionais do setor financeiro, Faria de Oliveira voltou a lançar críticas sobre a implementação de um teto máximo, a nível europeu, às comissões cobradas pela banca junto do retalho pela utilização de meios de pagamento eletrónicos.

“O princípio da subsidiariedade está a ser posto em causa com este tipo de legislação e devem ser atendidas as circunstâncias específicas dos Estados-membros e permitir que haja uma regulação interna deste tipo de situações”, frisou o banqueiro.

Fonte: DN